Os Meus Pensamentos são Todos Sensações

Sou um guardador de rebanhos. O rebanho são os meus pensamentos. E os meus pensamentos são todos sensações.
Penso com os olhos e com os ouvidos. E com as mãos e os pés. E com o nariz e a boca.
Pensar uma flor é vê-la e cheirá-la. E comer um fruto é saber-lhe o sentido. Por isso quando num dia de calor. Me sinto triste de gozá-lo tanto. E me deito ao comprido na erva. E fecho os olhos quentes, Sinto todo o meu corpo deitado na realidade.

Alberto Caeiro, in "O Guardador de Rebanhos - Poema IX"
Heterónimo de Fernando Pessoa

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Penetra-me



PENETRA-ME

ANSEIO POR TI

A castidade com que abria as coxas
e reluzia a sua flora brava.
Na mansuetude das ovelhas mochas,
e tão estrita, como se alargava.

Ah, coito, coito, morte de tão vida,
sepultura na grama, sem dizeres.
Em minha ardente substância esvaída,
eu não era ninguém e era mil seres

em mim ressuscitados. Era Adão,
primeiro gesto nu ante a primeira
negritude de corpo feminino.

Roupa e tempo jaziam pelo chão.
E nem restava mais o mundo, à beira
dessa moita orvalhada, nem destino.

Carlos Drummond de Andrade, in 'O Amor Natural'

3 comentários:

  1. gostava de te conhecer,e partilhar contigo alguns momentos

    ResponderEliminar
  2. Lena:

    Belo Poema Adorei!


    Lhe Desejo uma Exlente Semana

    Abraço carinho


    Antòbio Manuel

    ResponderEliminar